15.3.12

biodanza / monte mariposa



(imagem de rolando toro, criador da biodanza, dançando)



PEQUENA NOTA INTRODUTÓRIA

Apaixonei-me pela biodanza em 2006, embora já a conhecesse desde 2005, altura em que fiz o meu primeiro workshop, na Quinta das Murtas, em Sintra. O responsável por esta descoberta foi o meu querido amigo Américo Raiado, grande Mestre de Amizade e de Companheirismo. Ele continua a chamar-me o meu Jorge, o "nosso" Jorge (tanto eu como ele pertencíamos a uma Associação Cultural chamada Escola do Espectador).

O que me apaixonou pela biodanza foi a sua dimensão humana, a sua capacidade da nos levar a dançar a vida: a dançar a nossa alegria de viver, a nossa capacidade de criar, o nosso poder de encantamento da vida e do prazer de existir, a nossa afectividade pelos outros e a nossa integração num Todo Maior que é a Vida.

A biodanza nasceu, como diz Rolando Toro, de um desejo de recriar aqueles gestos primordiais que conectam o humano à Vida, aqueles gestos primordiais que os nossos antigos dançavam no início: a dança primordial, a dança primitiva, da origem. Foi um movimento que nasceu nos anos 60, quando o Rolando trabalhava num hospital psiquiátrico do Chile. Através do contacto com os doentes desse hospital, descobriu que a música pode operar maravilhas na saúde humana e na capacidade de o homem se superar a si mesmo e ver-se a si mesmo com um Ser cósmico.

Quanto ao poema a seguir, foi escrito em 2006, numa semana de férias com biodanza no Monte Mariposa, um monte que fica situado perto de Tavira, Algarve. Foi uma das semanas mais maravilhosas da minha vida.

(este post pertence à 1ªfase, BC Amor aos Pedaços. Mais informações no blog da Rute, da Rô ou da Luma.)

Jorge Vicente



MONTE MARIPOSA

(a todos os meus amigos da biodanza)

no vale, a dança é a estrela
que brilha no alto do terraço
sob o céu partilhado

as mãos dão-se e a água
vibra como um terreno fértil
de um abraço simples

deus olha e sossega a alma
de quem se entrega no
céu do algarve

com a fogueira da culatra
iluminando as palavras de quem
se despe de si.

jorge vicente

22 comentários:

Maria Luiza disse...

Olha só, Jorge, que coisa mais encantadora você se apaixonar pela bio dança, que lhe traz e trará enormes benefícios à sua saúde física e emocional! Parabéns pela sua opção e prazer em conhecê-lo também. Forte abraço!

jorge vicente disse...

Forte abraço, amiga!!!

Você também faz biodança?

Muitos beijos
Jorge

Orvalho do céu disse...

Olá, querido amigo

"Somente quem ama e se permite amar
é que detém o tesouro do
verdadeiro
AMOR!
(Kiro)

Mais uma emoção rola no ar... que maravilha poder contar com tanta gente impregnada de amor!!!
Encantada por assim dizer... Enamorada pela vida...
Amando o amor...
E pelo Amor sendo amado...

Que beleza de Encantamento!!!
Gosto muito da dança como expressão salutar de estar de bem com a vida ou de tentar estar...
Fiz até uma pequena graduação na Dança Senior... muito legal!!!
Com a Bio Dança não tive contato ainda mas creio que me encantaria...
Um bolero me faz bem ao coração...
Resgata a auto estima a dança e faz o coração se encantar com a vida e tudo o que há em seu redor...
Tenho visto que é assim... exprime sutileza e dá leveza aos dias...
Obrigado por sua participação diferente...

"Orvalhou o próprio Céu ante a face do Senhor"...
Abraços fraternos de paz e tenha um dia amorizado

jorge vicente disse...

Amiga,

com certeza que iria adorar praticar biodança. Se chama assim porque é uma metáfora da Vida: a dança da Vida.

Muitos beijos
Jorge Vicente

Bel Rech disse...

Super bacana, mas não conhecia a biodança, é a primeira vez que leio de uma forma bem simples e de um encantamento maravilhoso...
Vivendo e aprendendo...
Paz e bem
Gostei e fiquei!

jorge vicente disse...

Obrigado, minha amiga!!!

Muita paz e muitos abraços para si!
Jorge Vicente

RUTE disse...

Olá querido amigo poeta,
só consegui, agora, aqui chegar! Comentando uma a uma, as participações. Gosto de saboreá-las e dar o meu feedback sentido, dai demorar tanto a terminar as visitas. E já vamos em 50 contribuições BCAP!

Não sei se já visitaste algumas mas estou a adorar a diversidade. Houve quem falasse de Encanto pelos animais, pela natureza, livros, amizades inusitadas, tarô entre muitas histórias de paixões de infancia. E a tua participaçao é mais uma originalidade. Graças a ti muita gente vai sentir curiosidade de saber o que é a biodanza.

O poema é lindo.
Obrigada por aceite o convite.
Beijinhos e abraços.
Rute

jorge vicente disse...

Obrigado eu, querida amiga, pela possibilidade de participar numa iniciativa tão linda!

Eu não consigo comentar uma a uma. Os meus dias têm sido um pouquinho atarefados...

Mil beijinhos para ti e até já!
Jorge

Debby disse...

Olá Jorge...
Também estou participando da BCAP.

Como a Rute explicou aqui em cima..
E eu sou uma dessas pessoas que teve a curiosidae em saber mais sobre a biodanza.
E me encantei não só com a importância e a significancia desse estilo de dança na viad das pessoas.
Achei interessnte o trabalho e também o seu blog.

Sds
Debby :)

jorge vicente disse...

Debby,

a melhor maneira de conhecer a biodanza é experimentar. Aceita a proposta?

Um grande abraço para si!
Jorge

Zilda Santiago disse...

Fácil encartar-se com a música.Parabéns!
Estou participando com dois blogs,tentando mostrar algo mais sobre a fase do encantamento comum a todas nós!!!http://zildasantiago.blogspot.com
http://rumoslibertadores.blogspot.com

jorge vicente disse...

Zilda,

muito obrigado!!!

Milhares de abraços para você!
Jorge Vicente

Suu Munizz disse...

Oi Jorge,muito interessante esse post,apesar de nunca ter escutado falar da biodança,agora fiquei interessada!rs
Abraço e um bom domingo,=)

jorge vicente disse...

Que interessante, Suu!

Agora sou um dos principais publicitários da biodança! Que bom!

Muitos abraços para ti!
Jorge

Luma Rosa disse...

Ainda não experimentei os poderes da Biodanza, porém sei os benefícios que a música opera nas mentes. A minha mama tinha um escola de música, antes disso era uma artista que viajava o mundo divulgando o suingue bossa nova, antes mesmo da propriamente dita bossa nova; Mas emfim, desde pequena presenciei os efeitos que a música provoca, alterando as ondas cerebrais.
Não quero ser petulante, mas muito me interessa a opinião dos interessados em algo que é do meu interesse; escrevi um texto em 2007, entitulado "Quando a música é um santo remédio" e gostaria dos seus pitacos. Pode ser?
Obrigada pela oportunidade que deu-me de conhecer o seu blogue ao participar da blogagem coletiva "Amor aos pedaços". Hoje, saiu do forno o tema da segunda fase e espero que anime a participar com a gente!!
Bom Domingo!!

jorge vicente disse...

Bom domingo, querida Luma!

E fiquei feliz por saber que sua mãe era divulgadora do suingue bossa nova. Como ela se chamava?

Sim, a música tem efeitos terapêuticos maravilhosos e, mais do que isso, é um chamariz para a Vida que há em Nós!

Muitos abraços
Jorge

Lina disse...

Olá, Jorge!Esta coletiva tem trazido muitas coisas lindas ao mundo virtual, fiquei encantada com a bio dança. Vou procurar saber mais!
Um abraço, cá do Norte!

jorge vicente disse...

E aí no Norte há duas facilitadoras maravilhosas: Ana Antunes e a Ana Maria Silva.

Boa sorte e muitos beijos!
Jorge

FABIANA BORGIA disse...

Amigo, Deus olha e sossega a alma daquele que se entrega e acredita. Lindo seu poema!!! Beijos do Brasil

jorge vicente disse...

E eu acredito na Vida!

Beijos para ti!!!

Jorge

AnaMar (pseudónimo) disse...

Que bela descoberta. Nunca tinha ouvido falar, mas sei que me faz falta e me faria bem.
Beijinhos Jorge e continuação desse espírito são.
O poema é uma canção :-))

jorge vicente disse...

Minha querida amiga, se quiseres fazer, apenas te digo: SÊ MUITO BEM-VINDA!!!!

Milhares de beijos!
Jorge