7.4.08

el topo (alejandro jodorowsky)



(imagem de el topo)

tal como noutro post já referi, as sessões da meia-noite nos estados unidos tiveram uma grande influência na produção cinematográfica subsequente. o ano que se convencionou chamar o ano inicial dessas mesmas sessões foi o ano de 1970, e o filme que a iniciou foi el topo, da autoria de alejandro jodorowsky.

el topo é tudo menos um filme consensual: violento, espiritual, subversivo, vagamente iluminado. não é um filme fácil de digerir, muitos poderão considerá-lo excessivamente estranho, bizarro, incongruente. ou então, repulsivo no modo como explora certos temas. quanto a mim, a influência de luis buñuel e sergio leone, que certos críticos apontaram, está certíssima. aliás, apesar da espiritualidade estar presente em toda a obra (espiritualidade oriental, entenda-se), fez-me lembrar un chien andalou, em certos momentos, devido ao (quase) anti-clericalismo.

a história do filme resume-se ao seguinte: el topo (interpretado pelo próprio jodorowsky)entra numa espiral de violência e sangue quando pretende vingar-se de um bando de criminosos que massacraram uma aldeia inteira. quando consuma a vingança, é-lhe sugerido procurar os quatro melhores pistoleiros de todo o méxico. a característica que os aproxima: são os quatro guerreiros zen, conhecedores das leis da espiritualidade. será a altura para el topo iniciar a subida procurando, no entanto, nas pedras do purgatório, a pequena passagem que o possa levar à luz.



(preview de el topo, apresentado por christopher frayling)

site do filme aqui

3 comentários:

A Mesa de Luz disse...

A "review" está perfeita! Não sei se quero ver por agora... mas a "review" está mesmo perfeita! Gostei das imagens. Beijinhos, Ana

Fabrício Brandão disse...

Olá, meu caro Jorge!

É sempre bom poder conhecer um novo espaço, ainda mais quando a sétima arte é privilegiada.

Grande abraço!

PS: Enviei um e-mail para você!

Amita disse...

Olá Jorge
Venho trazer-te um bjinho, desejar um bom fim-de-semana e...
até breve (com todo o sucesso que por direito mereces)