8.5.10

"queda do império" (vitorino)



(desenho de nicky nodjoumi, "untitled", 2007)


"Perguntei ao vento
Onde foi encontrar
Mago sopro encanto
Nau da vela em cruz
Foi nas ondas do mar
Do mundo inteiro
Terras da perdição
Parco império mil almas
Por pau de canela e mazagão

Pata de negreiro
Tira e foge à morte
Que a sorte é de quem
A terra amou
E no peito guardou
Cheiro da mata eterna
Laranja Luanda
Sempre em flor." (1)

vitorino


(1) retirado do lp de vitorino, sul (1985)

4 comentários:

Maeles Geisler disse...

saudades desse canto da poesia...

Abraços

Maeles

jorge vicente disse...

E saudades do seu!...

beijinhos
Jorge

Fa menor disse...

particularmente agradável, para mim, este post.
bateu-me alguma saudade dos tempos em que tocava esta música na viola.
.
vou ali tocar uns acordes
.

bjs

jorge vicente disse...

E que maravilha saber que este post acordou em ti tanta necessidade de tocar!...

Muito bom!

Um abraço
Jorge