23.9.09

os dez mandamentos



(fotografia de william greiner, "green wall with hole, bogalusa, LA", 1993)


"Vou começar por uma afirmação que te deixará assustado - e que talvez fira as susceptibilidades de muitas pessoas: os Dez Mandamentos não existem.

Oh, meu Deus, não existem?

Não, não existem. Quem comandaria eu? A Mim Mesmo? E para que seriam necessários tais mandamentos? Tudo o que eu quero é. N'est-ce pas? Qual, então, a necessidade de dar ordens a alguém?

E se Eu emitisse mandamentos não seriam eles automaticamente cumpridos? Como poderia Eu desejar, tão ardentemente, que algo acontecesse a ponto de o ordenar - e depois ficar sentado a ver que isso não acontecia?

Que espécie de rei faria uma coisa dessas? Que espécie de governante?

E contudo fica sabendo: não sou nem rei nem governante. Sou simplesmente - e reverencialmente - o Criador. Mas o Criador não governa, limita-se a criar, criar - a criar sempre.

Criei-te - abençoei-te - à Minha imagem e semelhança. Fiz-te certas promessas e comprometimentos. Disse-te, em linguagem corrente, como te sentirás quando te tornares uno Comigo.

Tu és, como Moisés foi, um homem que procura ansiosamente a verdade. Também Moisés, tal como tu agora, se postou diante de Mim implorando respostas. «Ó Deus dos Meus Pais» clamou ele. «Deus do meu Deus, digna-te Mostrar-te. Dá-me um sinal para eu poder dizer ao meu povo. Como podemos saber que somos os escolhidos?

E Eu dirigi-Me a Moisés, tal como agora Me dirijo a ti, com uma aliança divina - uma promessa eterna - um verdadeiro e sólido compromisso. «Como posso ter a certeza?», perguntou Moisés, suplicantemente. «Porque eu assim te disse», respondi Eu. «Tens a Palavra de Deus.»

E a Palavra de Deus não foi um mandamento mas sim uma aliança. Estes, são, portanto, os...

DEZ COMPROMETIMENTOS

Saberás que trilhaste o caminho para Deus, e saberás que encontraste Deus, pois haverá estes sinais. estas indicações, estas mudanças em ti:

1. Amarás Deus com todo o teu coração, toda a tua mente, toda a tua alma. E não haverá nenhum outro deus colocado à minha frente. Não mais venerarás o amor humano, o êxito, o dinheiro, ou o poder, nem nenhum outro símbolo que venha a existir. Porás de lado essas coisas tal como uma criança põe de lado os brinquedos. Não porque sejam indignas mas porque já te desinteressaste delas.

E saberás que trilhaste o caminho para Deus porque:

2. Não usarás o nome de Deus em vão. Nem Me invocarás por coisas frívolas. Entenderás o poder das palavras e dos pensamentos e nem pensarás em invocar o nome de Deus de uma forma profana. Não usarás o Meu nome em vão porque não podes. Pois o Meu nome - o grande «Eu Sou» - nunca é usado em vão (isto é, sem consequência), nem jamais poderá sê-lo. E quando encontrares Deus saberás isso.

E dar-te-ei, também, estes outros sinais:

3. Lembrar-te-ás de guardar um dia para Mim, e chamar-lhe-ás santo. Isso para que não permaneças muito tempo na tua ilusão, mas te leve a recordar quem e o que tu és. E depois em breve chamarás Sabbath a todos os dias, e santos a todos os momentos.

4. Honrarás a tua mãe e o teu pai - e saberás que és o Filho de Deus quando honrares o teu Deus Pai/Mãe em todas as coisas que disseres, fizeres ou pensares. E ao honrares o Deus Pai/Mãe, e o teu pai e a tua mãe na Terra (pois eles deram-te a vida), honrarás igualmente todas as pessoas.

5. Sabes que encontraste Deus quando perceberes que não matarás (ou seja, que não matarás voluntariamente, sem razão). Pois ao entenderes que não podes acabar com outra vida numa dada situação (toda a vida é eterna), não decidirás pôr termo a uma determinada encarnação, nem mudar nenhuma energia vital de uma forma para outra sem a mais sagrada justificação. O teu novo respeito pela vida fará com que honres todas as formas de vida - incluindo plantas, árvores e animais - e que as destruas apenas quando for pelo bem mais sublime.

E enviar-te-ei também estes outros sinais para que possas saber que estás no caminho certo:

6. Não profanarás a pureza do amor com deslealdade e enganos pois será um acto adúltero. Prometo-te que, depois de encontrares Deus, não cometerás esse adultério.

7. Não tomarás uma coisa que não te pertença, nem enganarás, serás conivente, ou prejudicarás outrem para obteres algo, pois isso seria roubar. Prometo-te que, depois de encontrares Deus, não roubarás.

Nem...

8. Afirmarás uma coisa que não é verdade, levantando assim um falso testemunho.

Nem...


9. Cobiçarás a mulher do próximo, pois para que hás-de querer a mulher do próximo quando sabes que tens por esposa todas as outras?

10. Cobiçarás os bens do próximo, pois para que hás-de querer os bens do próximo quando sabes que todos os bens podem ser teus e que todos os bens pertencem ao mundo?

Saberás que encontraste o caminho para Deus quando vires estes sinais, pois garanto-te que ninguém que verdadeiramente procure Deus voltará a fazer essas coisas. Seria impossível manter tais comportamentos.

Estas são as tuas liberdades, não as tuas restrições. Estes são os meus comprometimentos, não os meus mandamentos. Pois Deus não manda naquilo que Deus criou - Deus limita-se a dizer aos filhos de Deus: é assim que sabereis que estão a chegar a casa.

Moisés perguntou com toda a sinceridade: «Como posso saber? Dá-me um sinal.» Moisés fez a mesma pergunta que tu fazes agora. A mesma pergunta que todas as pessoas em todo o lado têm feito desde o princípio dos tempos. A minha resposta é igualmente eterna. Mas nunca foi, nem nunca será, um mandamento. Para a quem devo Eu dar ordens? E quem devo castigar caso os Meus mandamentos não sejam cumpridos?

Existe apenas Eu." (1)

neale donald walsch


(1)WALSCH, Neale Donald - Conversas com Deus. 14ª ed. Cascais: Sinais de Fogo, 2003. ISBN 972-8541-05-8. pg. 124-127.

4 comentários:

Paula Raposo disse...

Gosto desta perspectiva do Walsch. Beijinhos.

Arabica disse...

Os 10 mandamentos foram feitos para homens imperfeitos, adormecidos na inconsciência de um eu, espectro.

Um bom exercicio, Jorge :))


Beijos.
E bom dia :))

jorge vicente disse...

eu também gosto, amiga :)

muitos beijinhos
jorge

jorge vicente disse...

obrigado, amiga :)

beijinhos!