5.1.09

a vontade de viver



(pintura de charles laval, "les joueurs de pétanque en bretagne", 1890)


"A longo prazo...nenhuma vontade consciente poderá jamais substituir o instinto de viver." (1)

carl jung



(1) JUNG, Carl apud SIEGEL, Bernie S. - Amor, medicina e milagres. 1ª ed. Lisboa: Sinais de Fogo, 2004. ISBN 972-8541-47-3. pg. 143.

4 comentários:

Arabica disse...

Jorge,


que o instinto sobreviva sempre a todas as vontades conscientes de desistência, não é?

Um abraço

jorge vicente disse...

Claro que sim, arabica! Mesmo que seja muito difícil encontrar esse tal instinto, essa tal intuição (falo por mim).

um grande beijinho de bom ano para ti
Jorge

M. disse...

sem dúvida Jorge. Até nos que desistem pode surgir ao último segundo uma réstia de força para se agarrar à vida. Só que por vezes já é tarde..

Beijinho Jorge. Um bom ano para ti.

Arabica disse...

Jorge,


esse instinto encontra-te a ti, em último caso.

Acredita.

Beijinho e um ano cheio de garra, força, inspiração e luz para ti!