25.11.07

Aos Meus Amigos



(imagem de um belo crepúsculo)

dedicado a vocês todos, que merecem o prémio da amizade:

Lumife
Maria
Mana
Ana Freire
Ana Costa

AOS MEUS AMIGOS

Disseram-me que, de manhã,
se ouve o Tejo todo,
e que as pessoas transportam em
si aquela imensidade vasta,
como quem é feito de História
e não sabe porquê

disseram-me que o tempo não
volta ao lugar onde nasceu, e
que os amigos que se perdem são
como o areal à volta da minha casa:

os retalhos, as migalhas, a presença
sempre ausente das águas em
combustão

e a sensação de que sempre foi assim,
com aquelas mesmas pessoas,
com aqueles mesmos rostos,
por dentro da História
e com o Tejo debaixo dos braços

Jorge Vicente

5 comentários:

Ana disse...

Oi! Muito obrigada pelo miminho :-) Que grande poeta! Hoje tb recebi miminhos da Fi! Já estamos inscritas na passagem de ano :-)! YEAH!

Anónimo disse...

Oh... meu fofo!! Um milhão de beijinhos!!! mana

ana maria costa disse...

Jorge é uma honra ter alguém com o interior lindo como o teu no meu rol de amigos verdadeiros.

Muito obrigada pelo carinho sempre bem-vindo.

jinhos

jorge vicente disse...

vocês todos é que me honram de ser meus queridos amigos
jorge

Maria, Flor de Lotus disse...

Jorge,
só agora notei o belo poema e a nota à Maria. Uns pequenos problemas tem me impedido de aceder como gostaria aos espaços que gosto e aos meus.
Muito obrigado.
Além de muito honrada , fico muito sensibilizada com o gesto amigo.
Um beijinho e fica selado aqui o acordo - amigos para sempre-
Maria