31.10.09

after death



(litografia de will barnet, "silent seasons - summer", 1974)

"Há quem defenda a teoria de que depois da morte o corpo e a mente separam-se. O corpo e a mente não se separam. O corpo muda de forma deixando para trás a sua parte mais densa mas conservando sempre a sua capa exterior. A mente (não confundir com cérebro) vai contigo, também, unir-se ao espírito e ao corpo enquanto única massa de energia de três dimensões, ou facetas." (1)

neale donald walsch


(1) WALSCH, Neale Donald - Conversas com Deus. 14ª ed. Cascais: Sinais de Fogo, 2003. ISBN 972-8541-05-8. pg. 222.

6 comentários:

isaias de faria disse...

jorge, neale tem bons textos, linda a litografia. ums sensação de silêncio...
abraço, isaias

jorge vicente disse...

pois tem, amigo.



você deve ter achado estranho eu não ter postado mais textos meus, mas estou a preparar uma colectânea de poemas para uma revista luso-brasileira. os textos têm de ser inéditos. a revista chama-se confraria do vento e é muito interessante, com grandes nomes da literatura portuguesa e brasileira.



grande abraço

jorge

FABIANA BORGIA disse...

Meu caro, eu já penso que nosso corpo realmente vira poeira. E se sobrar alguma coisa (e creio que sobra), talvez seja nossa alma. Só que desta vez desprovida de qualquer mistério, nua e leve, simplesmente em paz. Beijos. Sua amiga do Novo Mundo.

jorge vicente disse...

concordo contigo em parte, minha amiga, porque considero a alma algo também corporal, embora mais subtil. coisas de esoterismo...

um grande beijo oceânico
jorge

pin gente disse...

quanta certeza!

um abraço

jorge vicente disse...

beijos, luísa!!!!

muitos beijinhos!
jorge