21.9.09

pecado



(fotografia de keith carter, "fallen giant", s/d)


"Se o pecado fosse coisa que existisse, isso sê-lo-ia: permiteres-te tornar-te aquilo que és por causa da experiência de outrem. É esse o "pecado" que cometeram. Todos vós. Não esperam pela vossa própria experiência, aceitam a experiência de outros como um evangelho (literalmente) e depois, ao encontrarem pela primeira vez a verdadeira experiência, levam para esse encontro a sobrecarga daquilo que acham que já sabem" (1)

neale donald walsch


(1) WALSCH, Neale Donald - Conversas com Deus. 14ª ed. Cascais: Sinais de Fogo, 2003. ISBN 972-8541-05-8. pg.85.

4 comentários:

isaias de faria disse...

a experiencia que é experiencia de pensamento. pensamento passa pela "experiencia".o empirismo que nos fazemos so é real a partir dos sentidos duvidosos que temos.
abraço grande, jorge. seu blog sempre com boas novidades.

jorge vicente disse...

e são mesmo duvidosos, isaías, ou nós é que racionalizamos demasiado em torno deles?

grande abraço também
jorge

FABIANA BORGIA disse...

Pecado é a violência que cometemos contra nosso próprio espírito. É a sua consciência dizendo a você que você foi infiel aos seus próprios preceitos.

jorge vicente disse...

acho maravilhoso aquilo que você disse, Amiga. É isso mesmo: pecado é não sermos inteiros, é não sermos nós, não ouvir o nosso próprio coração.

grande abraço do velho mundo
jorge