12.11.07

One Inch Masters (Gas Huffer)



(um poster de um concerto dos Gas Huffer)

O punk não é, certamente, da preferência de todos os bloggers, mas ninguém pode duvidar da sua importância cultural e sociológica. Já o mesmo não se pode dizer do fenómeno grunge, que teve o seu momento de auge no início dos anos 90, através dos Nirvana e dos Pearl Jam. Digo isto porque muitas gerações tendem a assimilar aquilo que viveram na juventude e a fechar os olhos ao que vem depois. Tal é um facto natural, fruto das vivências e daquilo em que se acredita.

Ora, os Gas Huffer apareceram justamente no início dos anos 90, época de muitas revoluções musicais e uma das idades de ouro do rock alternativo. Formados em Seattle (também ela uma cidade histórica musicalmente) em 1989, fazem a ponte entre o punk e um rock mais alternativo. Só que, enquanto uns, assumidamente punk, como os Nirvana, apostavam numa sonoridade mais directa, outros eram particularmente influenciados pelo hard rock dos anos 70: o caso dos Pearl Jam. Em relação aos Gas Huffer parecem-me muito mais uma mescla de punk com um atitude de festa, pelo menos em relação ao álbum que eu ouvi, One Inch Masters, de 1994. Outros chamaram-lhes rockabilly punk, mas nunca percebi muito bem o que realmente isso quer dizer. Seja como for, é um bom disco, forte e bastante bom. Apesar de esquecido nos anais da música moderna.

Jorge Vicente

Os Gas Huffer na wikipedia aqui
o vídeo "Crooked Bird" dos Gas Huffer aqui
o vídeo "More of Everything" aqui

1 comentário:

rato do campo disse...

Gosto da onda. (Também gosto de algum punk.)