30.9.07

O curador



(fotografia de Bernard Faucon, "Le Petit Bouddha", 1988)

De seguida, uma definição de curador dada por Barbara Brennan e que evoca o papel do xamã, também ele um intermediário entre o reino físico e o espiritual.

"(...)o curador precisa viver em dois mundos, o espiritual e o físico. Somente estando centrado dentro de si mesmo pode ele passar pelas experiências de testemunhar continuamente a dor profunda,tão disseminada na humanidade." (1)

Barbara Ann Brennan

(1) BRENNAN, Barbara Ann - Mãos de luz: um guia para a cura através do campo de energias humana. São Paulo: Pensamento, [1997]. ISBN 85-315-0413-9. pg. 366.

8 comentários:

Betty Branco Martins disse...

Jorge

Já cá estou de volta:))

Vim só dizer um OLA! e agradecer a visita na minha ausência

Voltarei mais tarde com tempo. Para ler e comentar

Beijos com muito carinho

hora tardia disse...

b r i l h a n t e!!!!!!!!!!!!!!!!!



Jorge.


obrigada. pela música do Piano.



:


beijo.


(na tentativa de que este mundo se torne mais "espírito".)

Bandida disse...

a energia a transformar a cor dos caminhos. através de nós que a detemos. libertar é preciso!



beijo J.


B.

Lumife disse...

Olá meu amigo!

Uma visita. Um querer entender. Palavras que gosto de ler.


Um abraço.

hfm disse...

Gosto destes testemunhos.

Anónimo disse...

quem dera....:))))

mas é "bonito" ..."apolínea"


___________________

beijo Jorge.



/piano.

ana maria costa disse...

voltarei... agora levo o desafio e aos poucos cumprirei a minha obrigação com o amigo mais querido que tenho!

Ana Paula disse...

Muito interessante, este conceito de "curador"! :)
Será certamente uma prática algo mágica. E tanto que precisamos de aceder à nossa espiritualidade...
Parece-me uma ideia maravilhosa. Aplicar de modo positivo a energia humana, em vez de a desperdiçarmos.
Gostei! :)